O adeus a Celso Blues Boy

E quem disse que blues não é rock? É sim senhor. E ontem (06/08) nosso rock/blues ficou mais triste. Faleceu Celso Ricardo Furtado de Carvalho, o Celso Blues Boy.
Celso Blues Boy, por mais blues que fosse, sempre esteve presente no nosso rock. A prova disso é que Celso teve seu primeiro “emprego” como guitarrista, aos 17 anos, nada mais nada menos que na banda do pai do rock, Raul Seixas.
Tocando ao lado dos figurões da MPB, foi na década de 80, a fase de ouro do nosso rock, que Celso cresceu e apareceu. Em 1984 fez sua estreia solo no álbum “Som na guitarra”. Também assinou hits como “Marginal” (junto com Cazuza), “Damas da Noite”, “Tempos Difíceis”, entre outros. Também assinou a trilha sonora de “Rock Estrela” e “Bete Balanço”. E, é claro, fez muito mais, como por exemplo tocar com o amigo BB King. Seu último trabalho “Por um monte de cerveja” foi lançado ano passado e contou com a participação dos Detonautas. Celso agora dedilha sua guitarra e canta com a voz rouca em algum canto lá de cima!

Fabricio Mazocco

Fabricio Mazocco é jornalista, doutor em Ciência Política, professor universitário, fã de rock e criador do blog Rock 80 Brasil.

https://www.facebook.com/fabricio.mazocco

Deixe uma resposta

Top