Cazuza – O poeta não morreu


No dia 07 de julho de 1990 o público se despedia de uma das vozes mais marcantes da cena da música. Cazuza foi vítima da AIDS e lutou, incansavelmente, contra a doença durante cinco anos.
Mas, para nós, fãs e admiradores das letras de Cazuza, confessamos que o poeta não morreu.

As melodias do rapaz jovem e cheio de amor para dar marcaram muitas gerações, que até hoje, cantam as suas composições de uma forma que jamais serão esquecidas.

Em 2005, o Barão Vermelho gravou o seu Ao Vivo MTVno Circo Voador, Rio de Janeiro. E lá, os caras demonstraram e registraram o quanto a alma e a voz de Cazuza estavam presentes. Contando com uma participação especial virtual através de vídeos e fotos, Cazuza dividiu a sua voz com o vocalista Roberto Frejat na canção “Codinome Beija-Flor”. E tanto os músicos do Barão quanto aos fãs que se encontravam nostálgicos, se emocionaram ao extremo em rever um dos artistas que mergulhava do amor ao ódio nas suas composições


Rock 80 Brasil

Notícias e curiosidades sobre o rock nacional anos 80.

http://www.rock80brasil.com.br

Deixe uma resposta

Top