RockCloner – London London, do RPM

Se você não é uma delas, talvez conheça ou tenha visto uma garota que deve ter se descabelado e gritado quando assistiu a um show do RPM e lá no meio da apresentação as luas se apagavam, alguma luz azul iluminava Luis Schiavon, que fazia uma introdução ao som de um piano. Ao lado Paulo Ricardo entoava os versos em inglês repetidos pelo público, que nem sempre sabia o que aquilo realmente significava. Estamos falando da música “London, London”, de autoria de Caetano Veloso e que foi gravada pelo RPM no disco “Rádio Pirata Ao Vivo”, de 1986, que vendeu mais de 2 milhões de disco.

Caetano Veloso fez a música quando esteve exilado. Depois de preso pelo regime militar em 1969, Caetano se exila em Londres. Estar sozinho em um país que não conhecia, sentindo-se sem pátria, foi o que o motivou a fazer esta canção. “London, London” foi gravada originalmente no disco “Caetano Veloso”, de 1971. O LP traz a maioria das músicas em inglês e foi entendida como um recado aos brasileiros que aqui ficaram em plena ditadura do regime militar. Veja abaixo a tradução da música e no vídeo um momento raro do encontro entre Caetano e Paulo Ricardo cantando a mesma música.
“Estou vagando, dando umas voltas, sem direção
Estou solitário em Londres, Londres é amável assim
Cruzo as ruas sem medos
Todo mundo deixa o caminho livre
Sei que não conheço ninguém aqui prá dizer olá
Sei que eles deixam o caminho livre
Estou solitário em Londres, sem medos
Estou vagando, dando umas voltas, sem direção
Enquanto meus olhos saem procurando discos voadores pelos céus
Oh Domingo, segunda, Outono, passam por mim
E as pessoas passam apressadas com tanta paz
Um grupo chega a um policial
Ele parece tão satisfeito em poder atendê-los
É bom pelo menos estar vivo e eu concordo …
Ele parece tão satisfeito, pelo menos
E é tão bom viver em paz
E domingo, segunda, os anos, e eu concordo …
Enquanto meus olhos saem procurando por discos voadores no céu
Não escolho nenhum rosto para olhar, não escolho caminho
Acontece apenas de eu estar aqui e estar tudo bem
Grama verde, olhos azuis, céu cinza
Deus abençoe a dor silenciosa e a felicidade
Eu vim para dizer sim e digo
Enquanto meus olhos saem procurando por discos voadores no céu”
Fabricio Mazocco

Fabricio Mazocco é jornalista, doutor em Ciência Política, professor universitário, fã de rock e criador do blog Rock 80 Brasil.

https://www.facebook.com/fabricio.mazocco

Deixe uma resposta

Top