Mais uma dose de 30 anos do Barão

“Mais uma dose? É claro que estou a fim”. Barão Vermelho está de volta para comemorar os 30 anos do lançamento do primeiro disco “Barão Vermelho”. E preparem: o rock n’ roll vai rolar.
Se a Blitz deu o ponta-pé inicial no Rock 80 Brasil com “Você não soube me amar”, estourando em tudo que é canto, foi o Barão, com Cazuza, Frejat, Dé, Maurício e Guto, quem mostrou o que realmente era rock n’ roll. E para comemorar toda essa história, o Barão Vermelho fará a turnê “+ 1 Dose” que tem estreia no Rio de Janeiro no próximo sábado e depois deve passar por várias capitais.
Em matéria do Marco Aurélio Canônico publicada hoje no caderno Ilustrada do jornal Folha de S.Paulo é contado que a ideia inicial era ter reativado a banda no ano passado, ou seja, 30 anos depois da banda realmente ter sido criada. Mas a falta de patrocínio para shows gratuitos adiou o projeto para 2012: 30 anos depois da gravação do primeiro disco. Na turnê serão relembradas quatro músicos do primeiro LP: “Down em mim”, “Todo amor que houver nessa vida”, “Bilhetinho azul” e e “Billy negão”. Estarão na turnê Frejat, Guto, Fernando Magalhães, Rodrigo Santos e Peninha.
Tem mais novidade e que agora jão não é tão mais novidade assim. Junto com Dé e Maurício Barros, da formação original, o Barão encontrou uma música do primeiro disco que ficou perdida e escondida. A música “Sorte e Azar”, de Cazuza e Frejat não entrou no disco, pois, um dos motivos é que o produtor Ezequiel Neves não gostava da palavra “azar”. Simples! A música entra como faixa-bônus da reedição do disco de 1982, que está sendo relançado, e também estará no set list da turnê comemorativa. Da música foi aproveitada a voz de Cazuza e os instrumentos foram regravados pelos integrantes originais. E dá-lhe Barão!

Fabricio Mazocco

Fabricio Mazocco é jornalista, doutor em Ciência Política, professor universitário, fã de rock e criador do blog Rock 80 Brasil.

https://www.facebook.com/fabricio.mazocco

Deixe uma resposta

Top