O fim do fim da Legião Urbana

Parte dos fãs da Legião Urbana dizem que a banda terminou em 96 com a morte do Renato Russo. Mas ela se manteve durante esse tempo: vez ou outra os músicos Dado Villa-Lobos e Marcelo Bonfá se reúnem e relembram as canções do grupo. Porém  essas reuniões vão terminar.
Nos próximos dias 29 e 30 de maio Bonfá e Dado sobem ao palco em um show encomendado pela MTV. No “lugar” de Renato Russo o ator Wagner Moura, que imitou Russo cantando “Será” no filme “Vips” e cantando “Tempo Perdido” em “O Homem do futuro”. A maioria dos fãs não gostou da escolha do substituto de Renato, mas em matéria publicada na Folha de S. Paulo de hoje Dado diz que quando as pessoas saírem do show vão entender o porque da escolha do ator.
Mas o que está pegando é o uso do nome da banda. A matéria diz que a marca Legião Urbana pertence à família de Renato Russo, que não autorizou o uso por parte do ex-integrantes da banda. Cansados desta disputa, Dado e Bonfá afirmaram que esses serão os últimos shows com o repertório da Legião.
Os shows dos dias 29 e 30 serão no Espaço das Américas, em São Paulo, às 21h, com ingressos valendo R$ 200. O repertório vai passar por todos os discos da banda, inclusive “A Tempestade”, de 1996, e “Uma outra estação”, de 1997, que nunca foram mostradas ao vivo.

Fabricio Mazocco

Fabricio Mazocco é jornalista, doutor em Ciência Política, professor universitário, fã de rock e criador do blog Rock 80 Brasil.

https://www.facebook.com/fabricio.mazocco

Deixe uma resposta

Top