Entrevista – Dé Palmeira, ex-Barão Vermelho

O Barão Vermelho foi uma das primeiras bandas do nosso rock nacional e é vista como uma das únicas que realmente faziam o tal do rock n’ roll. Naquela turma estava Dé Palmeira, primeiro baixista do Barão. Nesta entrevista exclusiva ao blog Rock 80 Brasil, Dé fala sobre o Barão, o seu amor pelo baixo e surpresas do Barão para este ano.
Na década de 80 o Barão Vermelho era conhecido como a banda que fazia o “verdadeiro” rock n’ roll. Essa era a intenção do grupo?
Dé: O Barão Vermelho, no seu início, era um grupo de jovens adolescentes da zona sul do Rio de Janeiro que fazia um rock básico com influência das bandas americanas e inglesas dos anos 60/70. A isso juntam-se as letras do Cazuza, inspiradas no universo da chamada “fossa” e dos amores não correspondidos, como Lupicínio Rodrigues, Maísa, Nelson Cavaquinho, Cartola etc. Era essa mistura de influências que tornava o Barão tão interessante na época. Mas isso surgiu de maneira natural, ninguém decidiu fazer esse tipo de som.

Você ainda se sente um Barão Vermelho?
Dé: Não. Sou uma pessoa muito diferente daquela época. Mas tenho imenso carinho pela história da banda.

O baixo parece ser um daqueles instrumentos essenciais na execução, mas que apoia os outros. Como foi a escolha deste instrumento?
Dé: O baixo é um instrumento que eu adoro e me faz um bem incrível quando estou tocando. Mas comecei pelo violão, só mais tarde é que comprei um baixo.

Para você, o que mudou no cenário musical da década de 80 para hoje?
Dé: Mudou tudo. A indústria da música entrou em total colapso. Apesar disso há muito mais gente produzindo música agora. A própria maneira das pessoas se relacionarem com música é completamente diferente. Além disso, venho notando um grande surto nostálgico que contaminou a todos (fãs, artistas etc).

Quais seus planos para este ano?
Dé: Estou preparando muitas coisas legais. Uma delas é o projeto de comemoração dos 30 anos da gravação do 1º disco do Barão que estou fazendo junto com o Frejat, Guto e Maurício e deve sair no segundo semestre. Nós quatro vamos remixar, remasterizar e relançar o 1º disco numa embalagem com muitas fotos da época e textos. Temos também uma bela surpresa para os fãs do Barão e em breve daremos notícias sobre isso.
Fabricio Mazocco

Fabricio Mazocco é jornalista, doutor em Ciência Política, professor universitário, fã de rock e criador do blog Rock 80 Brasil.

https://www.facebook.com/fabricio.mazocco

Deixe uma resposta

Top