As encrencas do rock: pré-RPM

Se o rock 80 Brasil teve encrencas? Claro que sim. E uma das bandas que mais se encrencou e depois se perdoou e depois se encrencou de novo e assim vai foi o RPM. A eles cabem vários posts, mas, como se diz por aí, vamos “começar pelo começo”.

Paulo Ricardo, que morava em Brasília, mudou para São Paulo no final da década de 70. Ele já tinha passado por uma experiência musical em banda, mas ainda muito incipiente.

Paulo Ricardo tinha um amigo Paulo Valenza, que tocava bateria. Este o convidou a ir a um ensaio de sua banda e foi lá que Paulo Ricardo conheceu Luiz Schiavon. Neste dia rolou uma discussão na banda. O motivo: se as canções deveriam ser cantadas em inglês ou em português. Mesmo de fora Paulo Ricardo opinou que as letras deveriam ser cantadas em português. Essa sua manifestação aproximou-o de Schiavon, que tinha a mesma opinião. Pouco tempo depois estavam os dois formando uma banda de rock progressivo: o Aura, que durou um ano e meio. Depois… novos capítulos virão, novas encrencas também.

Fonte da foto: www.123people.co.uk

Fabricio Mazocco

Fabricio Mazocco é jornalista, doutor em Ciência Política, professor universitário, fã de rock e criador do blog Rock 80 Brasil.

https://www.facebook.com/fabricio.mazocco

Deixe uma resposta

Top