As musas do rock 80

Ah, mulheres! Como cantou o Roger Moreira, “se não é por mulher não sai nem do lugar!”. Elas foram (e são inspiração) para muitas músicas, inclusive as do nosso Brock. Nesta seção falaremos um pouco dessas canções e de suas inspirações.
Antes de ser guitarrista, cantor e compositor, Lobão tocou bateria para diversos artistas. Uma dessas artistas era a Marina. O grande Lobo tinha uma paixão por Marina. Essa é uma parte da história.
Certa vez Lobão foi chamado de última hora para tocar com a Gang 90 e as Absurdetes, do saudoso Júlio Barroso. No palco passou uma “menina” que deixou Lobão encantado. Essa menina era Alice, que integrava a banda e era namorada do Júlio.
Em seu livro, Lobão conta que um dia, depois de um show, ele e Júlio conversavam quando Júlio disse que estava apaixonado por duas mulheres: sua namorada, Alice, e pela Marina. Lobão, já amigo de Júlio, confidenciou que estava com o mesmo problema, pois também estava apaixonado pelas mesmas mulheres que Júlio. Este então disse que depois resolveriam isso na prática, mas que naquele momento deveriam fazer uma música. Assim nasceu “Noite e dia”. Alice fora inspiração de Lobão em outras canções, mas isso já é assunto para outro dia.
Fabricio Mazocco

Fabricio Mazocco é jornalista, doutor em Ciência Política, professor universitário, fã de rock e criador do blog Rock 80 Brasil.

https://www.facebook.com/fabricio.mazocco

Deixe uma resposta

Top